terça-feira, 12 de novembro de 2013

Sem Mais

Se for me exlcuir, favor não se despedir...

Despedida é coisa de Reencontro e nunca é saída.




terça-feira, 10 de abril de 2012

Pensamento Lógico

A verdade é um Ato poli-dimensional sucumbida pela ignorante resistência humana a novos conhecimentos.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Em Construção














Eu me sinto assim...

Tijolo após tijolo...
Amarrado na mira da linha...
Com a massa fria e o tempo quente...




--

domingo, 26 de fevereiro de 2012


Eu sou um pouco de você... Um pouco de cada pessoa.
Mas um pouco mais de você!
Nas falas e nos sons criando ou colando, vivendo sim, sentindo sim, falando não, sem mentir a mim.
As vezes minto a mim, mas isso tem um peso, quase sempre me pego tropeçando nos mesmos erros.
Ser considerado um sábio por alguém que tanto tem e muito divide, ensina no falar e no agir, é realmente um presente ao meu processamento de sentimentos que tem cor azul e funciona poucas vezes com a ajuda da minha rosa dos ventos.
Tão pouco e tão intenso...
Cada vez menos quero falar mais disso...Dessa falta de hoje e de ontem....
Mas eu divido, pouco, porque preciso ouvir e perceber aonde sou necessário para não atrapalhar o crescimento teu e meu e deles...
Se estou errado porque sinto sua dor, dor maior seria se nada sentisse.
Adoro o bom dia do café da manhã e o chá da meia noite que conforta o peito e diminui o medo preenchendo confortavelmente o frio e o vazio criado por sombras da insensibilidade humana.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Fue, pero no fue...

Solo pienso fuertemente en ti / it must have been love - Meu baú nunca tem coisas de mais ou de menos, nunca esta organizado e nunca perdeu a organização, o que esta por cima fica por baixo e mesmo assim sempre que abro o baú, encontro exatamente o que precisava encontrar, independe ordem, só depende do que eu sinto, e hoje, sinto examente o que precisava sentir... (simples sem ser comum, alan e michel) "do amor e do ódio".

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Uma querida árvore amiga

Ei!
hoje vamos fazer diferente...
hoje vamos lembrar dos sonhos antigos e alimentar a brasa da felicidade.
Acalentar nosso coração sem ilusão, mas acreditando na mudança da estação!
Novos brotos, novas folhas, alguns galhos foram podados para dar lugar aos novos verdes que logo ficarão maduros.
Sentindo a agua lá de fora, que invade o quartinho da raiz, molha-se regando, e alimentando de nova esperança.
Na sexta, quando toda a chuva tiver passado, as raizes alimentadas, o tronco e galhos limpos, as folhas esverdiadas de um tom único, seus brotos triplicarão e logo poderá dar frutos segundo a sua semente!
Na verdade, você ainda é uma pequenina árvore grande, que no meio de uma grande floresta, tenta chegar ao topo, não para ser a maior, mas para poder enchergar aonde esta!
Do teu lado, tem arbustos amigos, arvores maiores que sao tuas amigas e menores que dependem de ti.
Você é uma boa plantinha e me faz compania nesse jardim de cristo!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Falta do que é preciso...

Fui pego de surpresa por nada mais do que o invisivel, mesmo agora que tenho a noção do que sinto, sinto que nada posso fazer, momentanea dor, incolor, revive e dá força a raizes de cicatrizes enterradas pelo coveiro do esquecimento. Chove e chove, lava muito do que ali fora tem, em minutos estarei alimentando a fome que nunca passa, pensando na atividade retroativa e cumulativa dos sentimentos e das experiências, da força épica e da fraqueza sentenciosa cuja o resultante nada mais é do que a morte. Nesse meio tempo vivo, tenho "80 anos" pra escolher a maioria dos meus sentimentos, regressos, idas, conjugue, cor, ton, son, infinitas condições...
Mas...

De todas, já foi feita a escolha dos 27 anos...
Seguir rumo ao "poucosabeaondeavidaleva".